Visita de Estudo ao B-MAD

No dia 27 de setembro de 2021, as turmas do 4º ano da Escola Ave Maria visitaram o B-MAD, Museu de Arte Deco, situado em Alcântara no Palacete que em tempos pertenceu à família do médico António Flores.

Os alunos o 4º ano estavam muito entusiasmados, pois era a primeira visita de estudo que fariam este ano.

A visita foi orientada por guias, que contaram histórias interessantes e curiosas sobre a vida do Palacete e os objetos de arte do museu.

A Arte Deco surgiu com grande importância a partir dos anos vinte do século passado e reflete a maneira de pensar e de viver das pessoas dessa época.

Destacam-se deste tempo, personagens importantes como Josephine Baker, famosa bailarina e cantora negra, que dançou pelos E.U.A. e pela Europa, fazendo grande sucesso, com o seu estilo diferente. A bailarina adoptou 13 filhos de diferentes nacionalidades: norte-americano, austríaco, espanhol, inglês, argentin,… A Pérola Negra, como também ficou conhecida teve um papel fundamental na Resistência francesa, durante a Segunda Grande Guerra.

Na Arte Deco encontramos representadas preocupações da época, como a emancipação da mulher, o gosto pela arte egípcio (Egitomania), a preocupação em criar móveis práticos e luxuosos, em utilizar materiais exóticos, como pele de tubarão, casca de ovo ou pó de ouro e a criação das famosas criselefantinas, de inspiração grega, e cujos pormenores nos maravilharam.

Surgem neste período uma grande preocupação dos artistas em assinarem as suas obras para que se distinguissem as suas obras daquelas que eram feitas nas fábricas, em grandes quantidades.

Uma das peças de arte de que mais gostámos, foi a estatueta da Mama Sirena, de 1920, do artista Lenci. Esta obra lindíssima, que mostra uma mãe sereia gentil e majestosa, com o seu pequeno filho frágil e amoroso, em cima de uma tartaruga, serviu de inspiração a Walt Disney para a criação de alguns dos seus filmes.

Foi uma manhã fantástica!!! Aprendemos coisas novas sobre este movimento artístico e sobre história e percebemos como a vida influencia a arte.

Comments are closed.
close-link
close-link
close-link
close-link
close-link
close-link
close-link
close-link
close-link