Orientação Vocacional

QUAL O PAPEL DOS PAIS NA ORIENTAÇÃO VOCACIONAL?

Informação para os pais

O desenvolvimento vocacional é um processo que se inicia desde cedo, logo na infância e a família desempenha um papel muito importante ao longo do mesmo. Este desenvolvimento é influenciado por diferentes fatores: estrutura familiar, o sistema de valores, crenças e atitudes.

1. Quais os objetivos da Orientação Vocacional?

A Orientação Vocacional é composta por um conjunto de atividades que visam capacitar os indivíduos, de qualquer idade e em qualquer fase da vida a identificar as suas capacidades, competências e interesses, a tomarem decisões em matéria de educação, formação e emprego e a gerirem o seu percurso individual no ensino, no trabalho e noutras situações em que estas capacidades e competências podem ser adquiridas ou utilizadas.

Objetivos Específicos:

  • Reconhecer a importância da construção de um projeto de vida e de carreira;
  • Fomentar a autonomia na pesquisa de informação;
  • Reconhecer e avaliar características de personalidade, interesses, aptidões, valores pessoais e profissionais;
  • Analise dos perfis de interesse, aptidões e ligação com o percurso escolar pretendido do aluno;
  • Explorar valores subjacentes à escolha de uma profissão;
  • Conhecer o sistema de ensino e saídas curriculares;
  • Distinguir as etapas a percorrer num processo de tomada de decisão vocacional e tomar decisões sobre o seu futuro escolar ou profissional.

2. Porquê recorrer à Orientação Vocacional?

Todos os anos muitos jovens enfrentam a necessidade de tomar decisões, quer seja para a escolha da área do ensino secundário, quer do curso ou profissão a seguir depois. Estas decisões são difíceis, pois além de serem das primeiras na vida dos jovens, são encaradas como tendo grande impacto nos seus futuros e percursos pessoais e profissionais. Assim, recorrer a um apoio especializado pode ajudar os jovens a construir um projeto de vida que favoreça a sua identidade pessoal e uma maior autonomia e segurança na tomada de decisão e na sua relação com o mundo do trabalho. É neste sentido, que a Escola Ave Maria oferece aos alunos do 9º ano, um apoio nesta fase decisiva. Esse apoio centra-se ao nível da Orientação Vocacional e consiste, fundamentalmente, numa atividade que apoia o jovem na descoberta de si mesmo, na exploração do percurso profissional e na construção do seu projeto da carreira.

3. Como posso ajudar meu filho a estar mais seguro nas suas escolhas?

Os pais podem e devem participar no processo de Orientação Vocacional. Contudo, orientar não implica fazer o trabalho ou a escolha pelos filhos, mas antes assegurar que estes têm as condições ideais para o fazer. Assim, torna-se importante que os pais:

  • Realcem os aspetos positivos;
  • Demonstrem confiança, permitindo assim que se sintam apoiados, independentemente de qual seja a decisão a ser tomada;
  • Forneçam informação sobre as profissões e o mundo do trabalho;
  • Incentivem-nos a tomar contacto com as atividades profissionais e a pesquisar informações sobre percursos escolares, cursos técnicos e superiores;
  • Estimulem uma atitude critica sobre a construção do projeto vocacional dos seus filhos;
  • Encorajem os filhos a realizarem uma exploração planeada relativamente ao curso/profissão, ou seja, a participarem ativamente no processo de Orientação Vocacional, com o objetivo de se conhecerem a si próprios e construírem um projeto vocacional. 

4. Onde encontrar informação?

Para além do Serviço de Psicologia e Orientação que existe na escola, é possível encontrar informação em feiras de emprego, como é o caso da Futuralia, ou em dias abertos das instituições do Ensino Superior. É também possível explorar informação em variadíssimos sites, como por exemplo:

  • Direção-Geral do Ensino Superior
  • Direção-Geral da Educação
  • Design the future
  • Inspiring Future
  • O meu Futuro
  • Cidade das Profissões
  • Fórum Estudante
  • Guia de Carreira