Desenvolvimento na Criança do 1 aos 3 Anos  

Informação para os pais

“Aquilo que parece uma luta de vontades, é na verdade, o seu filho a aprender que as coisas nem sempre são como ele quer.”

Simone Davies, 2019, A Criança Montessori

1. Curiosidades sobre as crianças

As crianças necessitam de explorar e descobrir o mundo em seu redor, – é importante que permitamos que explorem ao ar livre (tirar os sapatos na relva, chapinhar na água, correr à chuva)

As crianças precisam de se mexer, – nesta etapa do desenvolvimento, as crianças têm uma necessidade grande de estarem em movimento e de aperfeiçoar os mesmos e por isso, não gostam de estar quietas. É importante, com supervisão, criar um ambiente favorável para que a criança tenha espaço para fazê-lo.

As crianças precisam de dizer “não”, – é uma fase de autoafirmação, em que percebem que a sua identidade é distinta das dos seus pais e começam a ambicionar mais autonomia.

As crianças precisam de liberdade, – essa liberdade vai ajudar a terem mais autonomia e consequentemente a experienciarem as coisas por si próprias e serem curiosas.

As crianças precisam de limites, – esses limites vão mantê-las seguras, ajudá-las a respeitar os outros e a tornarem-se mais responsáveis e organizadas.

As crianças precisam de ordem e consistência, – as crianças preferem que as

coisas sejam iguais todos os dias. As rotinas, as regras, e os mesmos lugares, são altamente organizadores para uma criança. Quando os limites não são consistentes, as crianças têm tendência para testá-los (se perceberem que chorar ou resmungar funciona, fá-lo-ão novamente).

As crianças são impulsivas, – parte do cérebro da criança, o córtex pré-frontal, ainda está em desenvolvimento, . dessa forma, é importante orientar e estar atento aos seus movimentos, assim como ser pacientes se reagirem de forma mais emotiva.

As crianças precisam de tempo para processar o que estamos a dizer, – em vez de repetirmos à criança uma ordem ou pedido, podemos contar até 10 na nossa cabeça para lhe dar tempo para que processe o pedido.

As crianças adoram o domínio de habilidades, – gostam de repetir ações até sentirem que as conseguem dominar. Habitualmente tentam dominar habilidades difíceis, que possam ser desafiante sem que desistam e, quando conseguem, iniciam uma nova tarefa. Tente observar o que estão a tentar dominar, incentive-as e mostre-se disponível para as ajudar, se elas solicitarem.

As crianças precisam de comunicar, – as crianças tentam comunicar connosco de muitas formas. Os bebés comunicam pelos murmúrios e podemos murmurar de volta; as crianças mais novas balbuciam e nós podemos mostrar interesse no que estão a dizer; as mais crescidas fazem perguntas e podemos responder; é importante usar uma linguagem cuidada, pois absorvem facilmente tudo o que dizemos.

As crianças gostam de contribuir e de ser parte da família, – por vezes interessam-se mais pelos objetos dos pais do que pelos próprios brinquedos; e gostam de participar nas tarefas de casa.

As crianças não nos dificultam a vida, – ao nos apercebermos que o seu comportamento desafiante, é na verdade, um pedido de ajuda, poderemos perguntar-nos: Como poderei eu ajudar, neste momento? Assim, deixamos de nos sentir atacados e tentamos encontrar uma forma de as auxiliar.

2. Períodos sensíveis para as crianças

LINGUAGEMAs crianças observam a nossa boca, balbuciam, começam a imitar aquilo que dizemos e depois ocorre um “boom” de linguagem. Use linguagem rica;Utilize a nomenclatura correta;Leia livros;Tenha conversas com a criança, faça pausas para ela puder reagir;Acompanhe os interesses da criança.
ORDEM, ROTINAAs crianças precisam muito de ordem. Use rotinas para que a criança saiba o que esperar a seguir;Tenha “um lugar para tudo e tudo no seu lugar” ;Seja compreensivo se a criança estiver perturbada por alguma coisa não estar a ser da mesma forma como habitualmente.
PEQUENOS DETALHESAproximadamente dos 18 meses aos 3 anos, a criança sente-se atraída por pequenos objetos. Sente-se no chão à altura da criança para ver o que ela consegue ver da sua perspetiva.
AQUISIÇÃO DE MOVIMENTOAs crianças mais novas adquirem movimentos de motricidade grossa e fina (andar e usar as mãos). A criança mais crescida refine estas habilidades e inicia uma maior coordenação. Proporcione condições para a criança estimular e praticar motricidade fina e grossa;Dê-lhe tempo para os mesmos.
EXPLORAÇÃO SENSORIALAs crianças têm um fascínio por cores, sabores, cheiros, toque e sons, através da exploração do ambiente. Dê acesso a ambientes interiores e exteriores ricos, para que possam explorar com todos os sentidos.;Dê-lhe tempo para explorar livremente;Faça descobertas em conjunto com o seu filho.
BOAS MANEIRAS E CORTESIEste período inicia-se por volta dos 2 anos e meio. Antes disso o adulto pode dar o exemplo, que a criança irá absorver. Acredite e confie na criança e saiba que as boas maneiras e a cortesia se desenvolvem de forma progressiva, sem ter de insistir demasiado;Dê o exemplo no dia a dia.

3. Como podem os pais ajudar? Algumas atividades para desenvolver:

COORDENAÇÃO OLHO-MÃO

  • Atividades de enfiamento;
  • Atividades de encaixe;
  • Abrir e fechar recipientes;
  • Selecionar e categorizar (separar objetos de duas ou três cores/tamanhos/formas diferentes);
  • Adivinhar pelo tato (coloque objetos dentro de um saco e a criança tem que adivinhar o que são pelo tato) ;
  • Puzzles.

MÚSICA E MOVIMENTO

  • Instrumentos de abanar (maracas, pandeireta e xequeré);
  • Instrumentos de bater (tambor, xilofone, reco-reco);
  • Instrumentos de soprar (harmónica ou flauta);
  • Ouvir música;
  • Correr;
  • Saltar (saltar à corda, ao pé-coxinho);
  • Andar de bicicleta;
  • Escalar;
  • Escorregar;
  • Atividades com equilíbrio;
  • Jogar com uma bola.

ATIVIDADES DO QUOTIDIANO EM CASA

  • Cuidar das plantas (regar, limpar as folhas, plantar sementes);
  • Preparar a comida (bater os ovos, lavar os legumes, retirar os seus cereais e juntar leite);
  • Refeições (pôr e levantar a mesa, lavar a loiça ou pôr na máquina);
  • Fazer bolos (medir ingredientes, adicionar e mexer);
  • Cuidar dos animais (dar a comida, ajudar a passear, encher a taça com água).
  • Aprender a cuidar de si próprio (assoar o nariz, pentear o cabelo, lavar os dentes e as mãos);
  • Vestir-se (calçar e descalçar meias, apertar sapatos com velcro, vestir uma camisola, vestir e despir umas calças, vestir um casaco, abrir e fechar fechos, apertar e desapertar botões);
  • Ajudar a pôr a roupa a lavar (colocar a roupa suja no cesto, pôr e tirar a roupa da máquina de lavar);
  • Ir ao supermercado (fazer uma lista com desenhos, ir buscar os produtos às prateleiras, ajudar a empurrar o carrinho de compras, passar-nos as coisas para colocarmos no tapete da caixa, ajudar a arrumar as coisas em casa);

BENEFÍCIOS

  • A criança aprende a ter responsabilidade em casa;
  • Trabalho em conjunto para criar, praticar e dominar as atividades;
  • A colaboração gera união;
  • As habilidades exigem repetição, o que ajuda a treinar a concentração;
  • A criança gosta de sentir que também faz parte da família e que contribui;
  • Estimula o raciocínio, pelas sequências que estão subjacentes;
  • Implicam muito movimento e ajudam na motricidade;
  • Existem muitas oportunidades de linguagem nestas atividades, o que estimula também essa área;
  • A criança aprende novas competências, independência o que gera uma sensação de segurança e autoconfiança;

Davies, S. (2019) A Criança Montessori de 1 a 3 Anos (3ª edição) Lisboa Editorial Presença

Últimas novidades
close-link