ETAR ou Fábrica da Água?

No dia 13 de fevereiro, os alunos do 5ºano realizaram uma visita de estudo à Estação de Tratamento das Águas Residuais (ETAR) de Chelas, no âmbito da disciplina de Ciências Naturais. Apesar da água ser um recurso renovável é necessário assegurar medidas que promovam a sua sustentabilidade. A primeira parte da visita de estudo decorreu no centro operacional da ETAR. Foram aqui relembrados conteúdos sobre o ciclo urbano da água e as fases de tratamento das águas residuais. Mais do que uma Estação de Tratamento de Águas, a ETAR consegue produzir água com qualidade necessária para devolver à natureza, sendo que esta água pode ser usada para lavagens ou regas. Por sua vez, numa ETAR obtêm-se outros produtos como lamas que servem de fertilizantes para a agricultura e para a produção de biogás, reduzindo os custos energéticos das instalações.

Na segunda parte da visita passou-se à exploração das várias etapas que decorrem no tratamento das águas residuais, desde a fase de pré-tratamento, passando pela fase do tratamento biológico, decantação até à fase de filtração e desinfeção final. As diferenças entre o aspeto da água quando entra e sai da ETAR são notórias. Impressionante a quantidade e natureza de resíduos que entram juntamente com a água numa ETAR. Toda a visita de estudo foi dinamizada por técnico da empresa Águas do Tejo Atlântico. Todo o percurso foi também acompanhado por dois técnicos da ETAR de Chelas que asseguraram as condições de segurança e esclareceram as dúvidas dos visitantes.

Comments are closed.
Últimas novidades
X